As lições de Inovação em Saúde da China

A modernização que transformou o país oriental em uma das maiores potências mundiais

As lições de Inovação em Saúde da China

A modernização que transformou o país oriental em uma das maiores potências mundiais

Em junho deste ano, como CEO do Health Innova HUB, HUB Digital de Inovação em Saúde, realizamos a nossa primeira Missão de Inovação em Saúde para a China.

Em resumo, desafiador foi pouco para superar este desafio.

Antes dessa Missão, já havíamos realizado missões de Inovação na área da saúde nos HealthcareTreks para o Vale do Silício, ou Canadá, que  são ambientes extremamente inovadores, cuja cultura difere pouco da nossa e são muito mais próximos geograficamente.

Por outro lado, a China fica a mais de 24 horas de voo de distância, tem uma cultura, língua e valores bem diferentes dos ocidentais e, economicamente, está passando por uma transformação sem precedentes na história da humanidade.

Em primeiro lugar, o motivo principal que trouxe a China como palco dessa jornada foi sua história e trajetória nos últimos 40 anos. Quando começou a sua abertura econômica, foi liderada por Deng Xiaoping, que acreditou numa economia capitalista, num Estado comunista.  A primeira cidade a se beneficiar desta transformação foi Shenzhen, localizada próxima a Hong Kong, então pertencente ao Império Britânico.

Shenzhen era uma vila de pescadores, com pouquíssimo desenvolvimento, mas hoje é uma das mais impressionantes que vimos na China, moderna, vibrante, limpa, com uma infraestrutura incrível e Quartel General de alguma das maiores empresas de tecnologia da China.

Durante minha vida profissional, já estive mais de seis vezes no Vale do Silício, Canadá e Israel, mas Shenzhen, como HUB de Inovação, é inigualável, uma fábrica de unicórnios, empresas de inteligência artificial e HUB para empresas de tecnologia, que usam Hardware como a fabricante de Drones DJI. Lá, você pode produzir tudo que sempre quis, na quantidade que imaginar.

Na área de saúde, a China está passando por uma revolução. Não existem médicos para toda a população e a única maneira de atender a demanda existente é por meio do uso da tecnologia, em especial da inteligência artificial. Especialmente o uso da telemedicina que está rapidamente escalando, o que certamente levará a China, a ser líder mundial, neste setor.

Soma-se a isso, que o Partido Único traz uma agilidade fantástica ao Estado Chinês, que ao tomar uma decisão, implementa as ações com uma velocidade impressionante.

Neste sentido, a infraestrutura chinesa na área de saúde vem sendo construída rapidamente, através de parcerias público-privadas, com a participação intensa de Fundos de Investimento Globais, nestas oportunidades, apesar da dificuldade de relacionamento com o Estado.

A modernização que transformou o país oriental em uma das maiores potências mundiais

Tivemos a oportunidade de visitar um Hospital Chinês, com JCI, em Xangai, e o que vimos foi um Hospital muito bem-estruturado, porém com pouca ou nenhuma ênfase, em hotelaria ou luxo. Certamente, o mercado de HealthTechs está em desenvolvimento na China, com enorme espaço para crescimento. O que nos dá base para acreditar que o investimento Chinês em saúde tem muito a crescer fazendo com que o país seja o maior mercado potencial de saúde do mundo.

Sem dúvida alguma a China é um país que vale conhecer, e temos certeza de que muitos de vocês irão até lá no futuro próximo. Votos de uma ótima viagem e cheche (tchau, em japonês).

Por Fernando Cembranelli - Set/2019
PLANO DE GESTÃO DE CRISE
Sopa digital

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu